Informativo da UERSA

Imagem inline 1
Acadêmicos da Ufersa realizam prática de relações internacionais

Recentemente, quatro alunos dos sexto e quarto períodos de Direito da Universidade Federal Rural do Semi-Árido participaram do Projeto Modelo Universitário de Diplomacia (MUNDI), promovido pelo curso de Relações Internacionais da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. O projeto oportuniza aos estudantes exercitar retórica, argumentação e habilidades afins, além de uma maneira de aproximação com Direito Internacional.

Na prática são simulados comitês da ONU, onde os participantes têm a oportunidade de fazer as vezes dos ministros de relações exteriores/diplomatas dos países que representam, estudando cultura, costumes e posicionamento de sua delegação. 

“É de extrema importância que busquemos essa aproximação com o Direito Internacional, tendo em vista nossa vontade de organizar uma dessas simulações na universidade”, opinou a acadêmica da Ufersa Ana Clara Gurgel, representante da delegação do México, ao lado do estudante Pedro Campos.

Também participaram os estudantes Ana Clara Gurgel, Renato Delgado e Camilla Galindo, como representantes da Turquia na simulação do UNODC – Escritório das Nações Unidas Sobre Drogas e Crime. “Entendemos o projeto como excelente oportunidade para extensão”, avaliariam os estudantes.

PESCA

Professor da Ufersa é convidado para ministrar curso na China

O professor Dr. Alex Augusto Gonçalves, Chefe do Laboratório de Tecnologia e Controle de Qualidade do Pescado (LAPESC/DCAN/UFERSA) do curso de Engenharia de Pesca foi convidado pela INFOFISH (FAO/ONU) para ministrar o curso de Tecnologia do Pescado e Controle de Qualidade do Pescado no Wuxi Aquaculture Training Centre (Freshwater Fisheries Research Center – Chinese Academy of Fishery Sciences) nos próximos dias 07 e 08 de maio na cidade de Wuxi, Jiansu, China. O curso faz parte do projeto “Promotion of Processing and Marketing of Freshwater Fish Products: Bangladesh, India, Indonesia, Pakistan and Sri lanka”, o qual o professor foi convidado para atuar como especialista em Tecnologia do Pescado.

 “É uma grande satisfação e reconhecimento internacional pelo trabalho que venho desenvolvendo ao longo da minha carreira como docente/pesquisador, e com certeza será uma ótima oportunidade de parceria entre as instituições, principalmente no que tange a projetos de pesquisa”, frisou o professor e pesquisador.

Para o professor Alex Augusto, dessa forma, o curso de Engenharia de Pesca da Ufersa passa a ter reconhecimento internacional, com possibilidade de intercâmbio entre pesquisadores, como já vem fazendo o Centro de Pesquisa em Ciências do Mar (Chinese Academy of Fishery Sciences) com parcerias com outras instituições brasileiras.

EVENTO

Reitor prestigia lançamento de livro de procurador da Ufersa

O procurador da Advocacia Geral da União (AGU), atuante na Procuradoria Federal na Ufersa, Raimundo Márcio Ribeiro Lima, lançou na noite desta quinta-feira, 18, o seu novo livro “Administração Pública Dialógica”, publicado pela Juruá Editora. O lançamento ocorreu no Espaço Ilha, no Hotel VillaOeste, e foi prestigiado pelo reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos, pelo vice-reitor, professor Odoberto Araújo, além de alunos,amigos e familiares do escritor.

A ideia da obra, segundo o procurador, é tentar promover o envolvimento político do cidadão na formação da decisão do gestor público e da administração pública em geral. “Nesse contexto, a Ufersa foi um verdadeiro laboratório para a reflexão do livro”, frisou. O procurador aproveitou o evento para agradecer aos familiares, amigos, alunos e autoridades presentes, assim como as instituições em que atua. “Agradeço a Ufersa profundamente pela atenção com o profissional e pela liberdade proporcionada para a minha atuação na Universidade”, ressaltou.

O reitor Arimatea também manifestou a sua satisfação em participar da solenidade. “A Ufersa tem orgulho em ter um profissional dedicado às causas da Instituição. Fico lisonjeado de estar aqui fazendo parte deste momento”, disse o reitor ao receber do autor a doação de um exemplar do livro que fará parte do acervo da Biblioteca Central Orlando Teixeira, localizada no campus leste da Ufersa Mossoró.

A noite também contou com a apresentação da obra pelo professor e defensor público Filippe Augusto dos Santos Nascimento. “A tarefa de apresentar o livro Administração Pública Dialógica é motivo de grande honra e orgulho porque fui testemunha do longo e árduo trabalho de pesquisa que originou essa primorosa obra”, ressaltou ele, ao afirmar que a publicação tem grande mérito ao unir estudos acadêmicos com a experiência das atividades profissionais do autor. “Ressalto a práxis da obra, ou seja, a capacidade de fazer com que a teoria se modifique em contato com a experiência e que a prática se modifique aprendendo com a teoria”, destacou.

Publicado e comercializado pela editora no mês de março deste ano, “Administração Pública – Dialógica” já atingiu a marca do 6º lugar entre os 30 mais vendidos no site da Juruá Editora.

O livro possui sete capítulos que abordam: a evolução do direito administrativo; os paradigmas constitucionais e modelos de administração pública; as premissas e as perspectivas do processo administrativo na administração pública dialógica; a participação administrativa e exercício dos direitos fundamentais no processo administrativo brasileiro; e a participação administrativa como mecanismo de redução dos custos administrativos mediatos das políticas públicas.

Esse é o segundo livro escrito pelo procurador. O primeiro foi “O Silêncio Administrativo e o Dever de Decidir da Administração Pública”, lançado em 2012 pela editora Queima-Bucha.

INCLUSÃO

Ufersa promoverá Fórum de Acessibilidade e Diversidade 

Com o objetivo de oportunizar um espaço de diálogo, mapeamento e proposição de ações, bem como a socialização de relatos de experiências de trabalho de conclusão de curso, de Programas e Projetos de pesquisa, ensino e extensão realizados por estudantes, técnico-administrativos, professores, e a comunidade em geral, a Ufersa promove o I Fórum de Acessibilidade, Diversidade e Inclusão. O evento acontecerá no dia 14 de junho, das 8h às 21h, no Auditório da Reitoria, e é uma realização da Coordenação de Ação Afirmativa, Diversidade e Inclusão Social (CAADIS).

Segundo a professora Ady Canário, coordenadora da CAADIS, a ação tem em vista acolher contribuições dos segmentos para a instalação do Núcleo da Ufersa. “Busca-se promover o debate sobre questões indispensáveis para garantir uma universidade mais acessível, com a implementação de políticas e medidas necessárias para as condições de acessibilidade física, pedagógica, nas comunicações e informações, nos diversos ambientes, instalações, equipamentos e materiais didáticos”, frisou.

O Fórum é aberto para todas as pessoas que desejarem participar, assim como, estudantes, profissionais graduados ou pós-graduados, professores e técnico-administrativos da Universidade e comunidade que desenvolvem ou estejam desenvolvendo trabalhos de ensino, pesquisa ou extensão vinculados à temática da acessibilidade, diversidade e inclusão.

A programação contará com mesas de diálogos, palestras, culminando com a apresentação de pôsteres e roda de cultura, com foco na diversidade como o direito à diferença, na acessibilidade como um atributo essencial do ambiente que garante a melhoria da qualidade de vida das pessoas. “O que deve estar presente nos espaços, no meio físico, no transporte, na informação e comunicação, inclusive nos sistemas e tecnologias da informação e comunicação, bem como em outros serviços e instalações abertos ao público ou de uso público, tanto na cidade como no campo”, destacou a professora Ady.

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o próximo dia 16 de maio. Para se inscrever, o interessado deve preencher a Ficha de inscrição e enviar para o e-mail caadis@ufersa.edu.br

Em caso de apresentação de trabalho, o participante também deve enviar o resumo do trabalho e colocar no assunto “submissão de pôster”. Confira AQUI as normas para submissão de resumo de trabalho para pôster.

Na inscrição, pede-se ao participante que informe se possui alguma deficiência e/ou necessidade especial. Aceitam-se inscrições de pessoas como ouvintes e também serão aceitas propostas de resumo de trabalhos para submissão, em formato de pôster. Os trabalhos, até dois, por participante inscrito no evento, devem abordar as temáticas de educação, acessibilidade, tecnologias, inclusão, história, cultura, diversidade, pessoas com deficiência, libras, saúde e garantias de direitos que englobem as comunidades com necessidades educacionais especiais. Será concedido certificado para todos os participantes.

Para a professora Ady, com o Fórum espera-se alcançar resultados sociais positivos que contribuam para o desenvolvimento inclusivo, com medidas apropriadas para assegurar o acesso, com igualdade de oportunidades. “Tais ações passam pela identificação e superação das barreiras à acessibilidade para garantir a concretização de direitos e da cidadania das pessoas com deficiência”, finalizou.

CRONOGRAMA

Inscrição para ouvintes e para submissão de trabalhos a serem apresentados: de 16 de abril a 16 de maio de 2013.

Avaliação das Propostas: de 17 de maio de 2013 a 22 de maio de 2013

Divulgação dos resumos a serem apresentados: 23 de maio de 2013

 

Voltar ao topo…

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s