Quais alimentos podem substituir o caro tomate?

O grande trunfo do tomate é um antioxidante chamado licopeno. Mas os alimentos com cores do amarelo ao vermelho, como a cenoura e a abóbora, podem substituí-lo a contento

Tomate: fruto é rico em licopeno, vitamina C, magnésio e potássioTomate: fruto é rico em licopeno, vitamina C, magnésio e potássio (Thinkstock)

Desde que o preço do tomate atingiu altas históricas, nas últimas semanas, e praticamente virou artigo de luxo na mesa dos brasileiros, restaurantes e consumidores estão o utilizando cada vez menos. Na hora de montar o cardápio das refeições, no entanto, é possível substituí-lo por outros alimentos de igual ou semelhante valor nutricional. Qualquer vegetal ou fruta que tenha coloração entre o amarelo e o vermelho trazem o mesmo tipo de carotenoide (substância responsável pela coloração vermelha do fruto) pelo qual o tomate é famoso: o licopeno.

Antioxidante notório pela capacidade de ajudar a prevenir o câncer de próstata, o licopeno é um carotenoide que dá a cor avermelhada a certos alimentos — como melancia e goiaba. Os carotenoides, por sua vez, além de serem corantes naturais, se caracterizam por ajudarem o corpo a manter seus níveis normais de vitamina A. A ingestão dessa substância é importante porque ajuda a prevenir a liberação dos radicais livres, moléculas que levam ao envelhecimento e ao desenvolvimento de doenças.

“Não adianta, no entanto, comer apenas tomate ou apenas cenoura, que são do mesmo grupo. A pessoa deve comer cinco cores diferentes, já que cada grupo de cor oferece um tipo de antioxidante diferente, para garantir uma ação eficaz”, diz o médico Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

Para substituir o consumo de tomate, basta escolher qualquer outro vegetal ou fruta que tenha coloração variante entre amarelo e vermelho. Entre as opções mais comuns estão cenoura, abóbora, melancia, caqui e goiaba. O ideal é que o consumo desses alimentos, assim como o de tomate, seja de 100 gramas diárias. Além do licopeno, o tomate também é rico em vitamina C, magnésio, potássio e fibras. Essas substâncias, no entanto, podem ser facilmente encontradas em grande parte dos demais legumes e vegetais.

Fonte: veja.abril.com.br/noticia

Voltar ao topo…

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s