Como vender bem a sua ideia

Por Marina Miranda

O empreendedor muitas vezes é conhecido como um vendedor de ideias – e, obviamente, como um executor também. Mas vamos falar só dessa fase de atrair pessoas que também comunguem com seus objetivos. Vender ideias é diferente de vender produtos. No segundo caso, existe uma coisa palpável. Uma ideia, porém, é algo a ser concretizado. Depois de ler um artigo sobre persuasão, tive muitos insights sobre dicas para vender ideias e cheguei a algumas conclusões.

A ideia tem que ser verdadeira
Os outros devem perceber e aceitar sua ideia como verdadeira (nem sempre fato e percepção andam juntos). É preciso encontrar pontos comuns entre os interesses dessa pessoa e o que você quer construir, pois essa é a base da venda.

Vender demanda tempo
É preciso esperar pela situação certa e ter muita paciência para conseguir o momento oportuno. Muitos empreendedores reclamam disso. Eles dizem “tive essa ideia há anos’’, mas não conseguiram vender a perspectiva de que ela pudesse ser uma realidade. Talvez porque o mercado não estivesse preparado ou por não terem mirado o público correto.

Persistência é fundamental
O empreendedor deve estar disposto a manter o ânimo e a construir a visão da sua ideia. Fala-se fala muito em Henry Ford e Walt Disney como empreendedores que persistiram bastante. Steve Jobs também teve muitos fracassos antes do sucesso. Ser visionário é lindo, mas o custo pessoal de persistir enquanto todo mundo diz que não é por aí não é para qualquer empreendedor. Por isso, muitos vão por caminhos mais fáceis, mas que são necessários. São os empreendedores do “copycat” (veem o que fez sucesso lá fora e fazem igual aqui).

Não custa perguntar
Não assuma que os outros têm ou não interesse em sua ideia. Não tente adivinhar o que as pessoas querem nem deixe essa escolha para elas.

Construa relacionamentos
Gostamos de trabalhar com pessoas que nos fazem crescer e em grupos nos quais temos confiança. Busque atrair isso. Frase batida, mas sempre válida: “não vá atrás das borboletas, construa o jardim que elas virão”. Vá a luta sempre. Coragem e disposição são a gasolina do empreendedor. Mas também cuide para que tudo isso seja um ambiente que atraia as melhores pessoas para a sua idea.

Marina Miranda é diretora geral da Mutopo Brasil. Estudou Economia e Comunicação e atua com projetos de crowdsourcing, realizando desafios para clientes de diversos portes. Twitter: @marinamiranda 

Fonte: colunas.revistapegn.globo.com/mulheresempreendedoras

 

 

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s