Espelho, espelho meu, existe alguém mais cego do que eu?

mirror2

por Pablo Aversa
sócio-fundador da Alliance Coaching

Todos nós somos humanos e todos nós temos pontos cegos. Tal qual alergia e caspa, eles fazem parte do jogo da vida. Entretanto, dependendo do porte, esses pontos cegos podem derrubá-lo e até mesmo desacelerar sua carreira. E digo mais: se você for um gerente, eles podem afetar a organização em que trabalha. E, se for um alto executivo ou um líder empresarial, eles podem impactar a vida e o sustento de milhares de colaboradores. Complicado, não?

Hoje em dia, muitos dos executivos que me procuram acreditam que devem focar no aprimoramento de suas fortalezas, não em corrigir suas fraquezas. Isso, na minha humilde opinião, é uma receita para um iminente desastre. Todo negócio tem desafios que necessitam ser enfrentados e obstáculos que necessitam ser superados.

Gestores devem ser capazes de lidar com o que quer que seja que o mercado lance sobre eles. Eles não podem se dar ao luxo de dizer: “Aguenta aí um minuto. Esse problema não é exatamente a minha praia. Será que podemos deixá-lo de lado e cuidar do próximo da fila?” Convenhamos, as coisas não funcionam desse jeito, certo?

Você pode até compensar um ponto cego contratando alguém com habilidades complementares, por exemplo. No entanto, soluções como essa não são comuns. Afinal, executivos com pontos cegos ou são inconscientes ou vivem negando que eles existem. E tem mais: esses pontos não se dissolvem facilmente naqueles em que criaram raízes. Muito pelo contrário, ficam constantemente no caminho, provocando más decisões. Uma atrás da outra, para dizer a verdade.

Tenho trabalhado com centenas de executivos ao longo dos anos e, apesar de não ter mantido um registro, se tivesse de oferecer uma estimativa, diria que aproximadamente a metade deles tinha pontos cegos relevantes. E, por “relevantes”, quero dizer que a função que eles exerciam estava seriamente comprometida e até trazia o risco de levar a carreira deles a pique.

Entendo que focar nas fortalezas implica ter compreendido suas fraquezas o suficiente para, de alguma maneira, compensá-las. O problema é que, em geral, as pessoas não estão conscientes delas, ou não dão importância a elas, ou ainda, por qualquer que seja a razão, vivem terminantemente negando a existência dessas fraquezas. É por isso que são denominados pontos cegos: você não consegue enxergá-los.

A questão é que não há uma solução mágica para esse tipo de problema. Não há comprimido que se possa tomar ou conselho que se possa ler para desatar imediatamente esse nó. Como se vê, a correção se encontra em um conjunto de características que você abraça ou não abraça. Elas são boas para a carreira de qualquer um, mas particularmente úteis para gestores e executivos.

Essas características são: humildade, autoconhecimento e coragem. Se você tem senso de humildade e de autoconhecimento, então está ciente de que é humano e tem falhas, algumas das quais podem impactar consideravelmente a organização em que trabalha.

Se você tem coragem, então está disposto a enfrentar a realidade competitiva, ouvir duras críticas, dar uma olhada no espelho e confrontar friamente o que quer que enxergue nele, não importa o quão assustador ou fora de sua zona de conforto tal visão possa estar.

Esse é o motivo pelo qual o conceito de focar nas fortalezas, em vez das fraquezas, deveria ser apenas uma tola e passageira lenda urbana. Se você tem humildade, autoconhecimento e coragem, então está consciente de que pontos cegos podem ser um problema real e não tem medo de confrontá-los (se isso é o que é necessário para ter êxito na sua vida e na sua carreira).

Fonte: http://alliancecoaching.wordpress.com/2013/01/30/espelho-espelho-meu-existe-alguem-mais-cego-do-que-eu/

Voltar…

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s