Seria apenas preconceito?

 Sabemos da existência de vários tipos de preconceitos, sejam raciais, sejam por situação economica, sejam até mesmo por inteligência (ou ausência dela) e por aí vai.

Todos reprováveis e pior, sem nenhum motivo de existirem efetivamente.

Contudo, tal prática também ocorre no universo empresarial e não apenas nas relações privadas.

Muitos tem preconceito em relação a beleza da pessoa, outros em relação a cor/raça/credo de quem vai trabalhar, outros pela idade e por aí vai.

Este tipo de preconceito mina as relações de trabalho, torna os ambientes ruins para amplitude e debate de ideias e apenas fomenta pessoas mesquinhas e de pouca luz.

Entretanto, não é apenas o preconceito que atrapalha tudo isto. O pré-conceito das coisas atrapalha tanto ou mais que o próprio preconceito.

Nos relações de negócio, ter pré-conceito sobre determinadas coisas pode não apenas atrapalhar como inutilizar o contato daquela pessoa ou negócio.

Isto acontece com aquela famosa frase: “Eu faco assim, porque sempre foi feito assim.” OU ainda: “Em time que está ganhando não se mexe”.

Ora, se fosse assim, nada teria nunca mudado na humanidade. Necessitamos da mudança tanto quanto de água ou de ar para vivermos.

Mudar não significa trocar, dizer que o que está sendo feito hoje está errado. Mudar significa pensar a respeito e criar novas possibilidades.

No mundo atual, estar preparado para as mudanças e conectado a elas é mais do que fundamental, é imprescindível.

Ter pré-conceitos como “não preciso de gestão”, “tudo que faço é manual e me orgulho disto”, “faço mais com minha máquina de escrever do que muito jovens no computador”, etc, são frases que levam os negócios a bancarrota.

Precisamos extirpar os preconceitos da vida e os pré-conceitos do nosso trabalho.

Precisamos oxigenar nossa mente com novas possibilidades e criatividade.

Nunca antes se falou tanto em inovação, pois precisamos cada vez mais repensar nossas atividades e encontrar como ter o mesmo ou melhor resultado com menos ou no máximo os mesmos recursos.

Você repensa suas atividades?(pessoais e profissionais)

Você aceita mudanças oriundas de ideias de outras pessoas?

Você aprende com os erros dos outros?

Você sabe quais são seus preconceitos?

Você sabe quais são os seus pré-conceitos?

Não????

Pare tudo que está fazendo neste momento e no mínimo responda os cinco questionamentos acima. Eles podem mudar a sua vida.

Aja! Repense! Mude o que achar necessário!

Tudo começa dentro de você, lembre-se disto.

______________________________________________
Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s