Nem antes nem depois

Lair_Ribeiro.

Dr. Lair Ribeiro.

Se você tirar um bolo do forno antes do tempo, ele não cresce. Se tirar depois, fica queimado. Em uma negociação, é a mesma coisa:

Antes da hora

• As condições podem ainda não ser suficientemente satisfatórias para o seu interlocutor, e ele pode não querer fechar o negócio.

Depois da hora

• Uma variável qualquer pode interferir no processo e impedir o fechamento da negociação.
Para saber quando é a hora, esteja atento às mudanças que acontecem no nível da comunicação e ao progressivo aumento da interação entre você e o seu interlocutor. Se você estiver em sintonia com ele, perceberá o estabelecimento da confiança mútua. A partir de então, você deixa de simplesmente exercer influência sobre ele e passa a ajudá-lo a suprir necessidades.

A sua percepção precisa estar apurada para identificar o momento certo de fechar uma negociação, pois ele costuma “aparecer” de forma muito sutil e pode se perder. O estado de perfeita sintonia entre você e o seu interlocutor dura poucos minutos, mesmo que ele seja seu cliente habitual e que já exista um bom nível de confiança vocês.

Receitas de bolo não costumam ser exatas em relação ao tempo que ele precisará ficar no forno. Geralmente, elas trazem a seguinte informação: “Tantos minutos, em média”. Passado esse tempo, você tem de “cuidar” do bolo: um pouco de tempo a menos ou a mais pode ser fatal.

Negociações no dia-a-dia

A gama de situações cotidianas que envolvem negociação, implícita ou explícitamente, é muito grande. Como em toda negociação, é preciso ter: certeza de que a negociação é necessária, condições de participar dela e vontade de chegar ao melhor acordo possível. Mas pode-se também dispor de outros recursos, como os que se seguem:

Declinar
A atitude recomendada para evitar negociações desnecessárias que, em muitos casos, nada mais são do que discussões improdutivas. Envolver-se em problemas irrelevantes pode consumir tempo e energia que poderiam ser mais bem empregados.

Adiar
Dependendo do assunto que estiver sendo negociado, declinar pode ser uma solução muito radical. Talvez, você precise de um tempo. Quando tiver dúvida sobre a sua posição em relação ao que estiver sendo negociado, adie a sua participação na negociação.
Se o seu chefe o estiver convidando para gerenciar a filial da empresa nos Estados Unidos e isso, a princípio, não lhe for muito atraente, você pode declinar do convite e ponto final. Mas se tiver dúvidas sobre a conveniência dessa mudança, você pode dizer que vai pensar sobre a proposta e que retomará o assunto no dia seguinte. Ou, ainda, que precisa de subsídios para uma discussão como essa e que estará em condições de conversar dentro de uma semana, por exemplo.

Aceitar
Se morar fora do país não estava nos seus planos, mas a empresa não lhe dá outra alternativa a não ser aceitar, a melhor estratégia, se quiser permanecer na empresa, será aceitar a decisão e sentar-se para negociar as condições em que essa transferência acontecerá. Nesse caso, tenha claro para si mesmo o que você quer obter com a negociação e as concessões que terá condições de fazer. E conscientize-se de que, fechado o negócio, terá de comprometer-se inteiramente com os termos negociados.

* Dr. Lair Ribeiro, palestrante internacional e autor, é médico com mestrado em Cardiologia. Ele viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, no Baylor College of Medicine e na Thomas Jefferson University 

Fonte:  http://www.gazetadooeste.com.br/detalhe_coluna.php?c=9

Recomendar…                                                     página inicial…

Anúncios

3 thoughts on “Nem antes nem depois

  1. Jackelline,

    Obrigado pelo comentário.

    Já havia pensado nisso. Foram mais de cinco anos divulgando Portalegre para o mundo.

    Foram inúmeros dias de trabalhos e muitas noites de sono, indo dormir muito tarde preparando fotos, notas, reportagens e moderando comentários para publicar.

    A minha preocupação sempre foi divulgar nossa cidade e levar as informações aos Portalegrenses ausentes.

    Durante todo esse tempo, o poder público pouco se preocupou com isso, agora é a vez dele.

    A partir de agora, estou voltado para divulgar empreendedorismo e administração de empresas, que é uma área que gosto muito.

    E tenho outro motivo, estou me programando para voltar a morar em Brasília. Devemos voltar no final do próximo ano. A empresa do Danillo vem crescendo muito e ele quer que eu vá trabalhar com eles. Já decidimos.

    Um forte abraço!

    Sucesso a todos!

  2. OLÁ EDIELSON! GOSTEI MUITO DE TODAS AS POSTAGENS DESSE SEU NOVO BLOG, MAS, SINCERAMENTE, COMO UMA PORTALEGRENSE QUE MORA FORA E SENTE MUITA SAUDADE DE SUA TERRINHA, FIQUEI MUITO TRISTE POIS SEMPRE VIA EM SEU BLOG UM MEIO MATAR UM POUCO A SAUDADE E SABER DAS NOTÍCIAS DESSA CIDADE QUE REPRESENTA MUITO PARA MIM. GOSTAVA MUITO DE VER AS FOTOS DOS EVENTOS CULTURAIS E RELIGIOSOS DE PORTALEGRE QUE VOCÊ POSTAVA. ESSAS FOTOS ME FAZIAM VIAJAR NO TEMPO E ME TRAZIAM LEMBRANÇAS DO TEMPO DE INFÂNCIA. SEI QUE SUAS POSTAGENS SOBRE A SITUAÇÃO POLÍTICA DE PORTALEGRE TROUXERAM MUITOS PROBLEMAS PARA VOCÊ, MAS. SERÁ QUE NÃO PODERIA CONTINUAR FALANDO SOBRE PORTALEGRE SEM SE ENVOLVER POLITICAMENTE, OU SEJA, DIVULGANDO OS EVENTOS SOCIAIS, RELIGIOSOS E CULTURAIS DE PORTALEGRE ATRAVÉS DE NOTÍCIAS E IMAGENS. OS PORTALEGRENSES QUE MORAM FORA E SENTEM MUITAS SAUDADES DE SUA TERRA AGRADECEM. OBRIGADO.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s